cães

MEDICINA PREVENTIVA

Afecções Parasitárias

Ectoparasitas
• Pulgas
As pulgas causam várias patologias no cão. Este pode desenvolver uma dermatite por hipersensibilidade às picadas de pulga (DAPP). Além disso a pulga é o vetor de verme Dippillid Coninum e também responsável pela peste humana.

• Carrapatos
Os carrapatos possuem um papel patogênico direto importante, em primeiro lugar pela irritação provocada pela penetração dele na pele do animal e sua saliva.
Depois que o carrapato se desprende do hospedeiro, a pele do cão fica fragilizada. A lesão provocada faz com que ocorra infecções. Se ocorrer uma infestação maciça pode ocasionar uma anemia. Estes ácaros são responsáveis pela transmissão de várias doenças, como Babesiose, Hepatozoonose, Erlifenose e Febre Maculosa.

• Prevenção contra pulgas e carrapatos
A maioria dos tratamentos anti-pulgas aplicados aos animais, diminui a infestação, porém não são eficazes para eliminar todas as pulgas porque muitas ficam no meio ambiente, por isso o sucesso do tratamento depende de combater as pulgas tanto no animal como no ambiente.
Em relação aos carrapatos, se houver um número pequeno destes nos animais, o ideal é retira-las com uma pinça, após ter jogado éter sobre o carrapato. Ao tirá-lo evita a formação de abceno no local da implantação do parasita. Se a infestação for intensa é necessário o uso de medicamentos.

Endoparasitas
Os vermes em cães podem se alojar à nível de esôfago, estômago, intestino delgado e intestino grosso, por isso é muito importante realizar a vermifugação nos animais.
A título preventivo os filhotes podem ser vermifugados a partir das duas semanas de idade, porém se não há suspeita de que o filhote vive em um ambiente propício a alta infestação, esta vermifugação pode ser realizada com um mês de vida e deve-se repetir com 15 ou 21 dias após feita a primeira vermifugação.
Em fêmeas gestantes pode ser realizado uma semana antes do parto e trÊs semanas após o nascimento.
Em adulto pode ser realizado de 4 em 4 meses ou 6 em 6 meses, dependendo do tipo de convívio com o proprietário.
Um ponto importante na vermifugação é realizar a troca do antihelmintico anualmente para que não ocorra resistência por parte dos parasitas.
Quando se suspeita de infestação por verme, é muito importante fazer um exame coprológico de ovos de helmintas e com isso utilizar um vermífugo específico para o caso observado

As doenças infecto-contagiosas
As doenças infecto-contagiosas mais importantes de serem combatidas nos cães são: a leptosprose, cinomose, hepatite, adenovírus tipo 2.
E para preveni-las a melhor forma é a vacinação.

Imunidade do cão
O filhote recebe uma primeira imunidade da mãe, que são os anticorpos presentes no colostro. Estes são transmitidos pelo leite durante as primeiras horas de vida do filhote (24 horas no máximo) e caso a mãe possua uma boa imunidade. Estes anticorpos desaparecem entre a quarta e a quinta semana, então o filhote já não está protegido e será necessário a aplicação de vacina.
Protocolo de vacinação do Mundo Pet.
45 dias de idade – 1º dose de déctupla
75 dias de idade – 2° dose de déctupla - 1º dose de giárdia
105 dias de idade - 3º dose de déctupla - 2º dose de giárdia
135 dias de idade - Tosse dos canis

Reforços:
• Déctupla anualmente (1x ano)
• Giárdia anualmente (1x ano)
• Tosse dos canis anualmente (1x ano)
• Anti-rábica anualmente (1x ano)

MUNDOPETSHOP©Todos os direitos reservados
Cadima Shopping - Centro - Nova Friburgo - RJ
Tel.:(22) 2522-6590 - contato@mundopetshop.com.br

www.mpdesign.com.br