gatos

COMPORTAMENTO FELINO

Apesar de sua reputação de independência e autonomia, o gato é educado muito jovem, e mostra dons evidentes de aprendizagem.
Durante a gestação o comportamento da mãe tem grande influência sobre os futuros gatinhos e sobre as suas capacidades de aprendizagem.
O essencial da educação ocorre durante o período que vai do nascimento até 6 meses, sendo possível no adulto em função do temperamento do gato e da capacidade de ensinamento do dono.
A instauração de todos os comportamentos próprios de comunicação à sua própria espécie (Felina) inicia-se a partir da 2° semana depois do nascimento e termina por volta da 7° semana. Nesta fase deve-se fornecer ao gatinho fontes de estimulação próprias a despertar os seus sentidos e a sua inteligência. Também se realiza neste período terminando aos 3 meses a aprendizagem dos comportamentos sociais dirigidos as espécies amigas, tais como: homem, cão, coelho, etc. Se não for feita nesta fase se torna muito difícil a familiarização depois, principalmente na familiarização com crianças.
A partir do 15° dia de vida o gato é capaz de lamber sua parte anterior, com 3 semanas de idade, usa sozinho a caixa de areia e a partir da 4° semana é capaz de se alimentar com o mesmo alimento da mãe imitando seu comportamento e adquirindo também suas preferências alimentares.

Comportamento Social
Apesar de as vezes preferir a ausência de contatos, o gato é capaz de mostrar, com o ser humano, verdadeiros talentos de comunicação.
O gato é sensível aos contrastes de luminosidade e de movimento. A cor para ele não é um fator determinante, sendo percebidos com certeza o azul e o verde. Ele não vê na escuridão absoluta como se diz, porém precisa de menos luminosidade do que nós para distinguir um objeto com a mesma nitidez, ou seja, à noite, distingue melhor do que nós humanos.
Através de seus bigodes detectam objetos, graças aos gradientes de calor e de turbulência que orienta seu nariz e suas papilas para o ângulo mais favorável.
Os movimentos das orelhas indicam emoções do gato, ou seja, elas se orientam de acordo com o estado de humor. Retas, ligeiramente apontadas para frente, móveis, independentes são testemunhas de um gato confiante, que se informa sobre o ambiente ao redor dele. Pavilhões para frente ou orelhas levantadas para a fonte sonora indicam que o gato está em alerta. Orelhas achatadas lateralmente e perfeitamente simétricas, dando a testa um aspecto liso e arredondado é sinal de agressão.

Comportamento Alimentar
Alguns gatos preferem comer de noite, outros dividem suas refeições de forma regular, enquanto outros preferem comer às horas oficiais das refeições familiares.
O gato volta muitas vezes ao seu prato para degustar um pedacinho de comida.
Bebedor moderado de água, o gato bebe 9 a 10 vezes por dia (12,6 ml de cada vez). É muito sensível aos odores, detesta os recipientes em plástico que guardam os maus cheiros e prefere de longe o vidro ou a cerâmica espessa como recipiente.
Alguns gostam de beber diretamente na torneira, às vezes com a pata , outros tem afeição especial pela água do banho, mas a fonte primeira deve ser aquela dada pelo proprietário.

Comportamento de Eliminação
A limpeza faz parte dos comportamentos intimamente ligados ao gato e adquiridos precocemente.
Aos 30 dias de vida, o gatinho começa a esboçar as suas primeiras aproximações a caixa de areia. Muito rapidamente a seqüência comportamental se instala, com raspagem da areia, eliminação e depois recobrimento das dejeções.

Comportamento de limpeza (Toilette)
É uma das maiores atividades do gato. Além da função de limpeza, o ato de lamber-se tem uma função calmante pois desencadeia a produção de endorfinas (hormônios também produzidos para lutar contra sensação de dor). Por poder ser exercido sobre o outro, o comportamento de lamber tem uma função social também.

MUNDOPETSHOP©Todos os direitos reservados
Cadima Shopping - Centro - Nova Friburgo - RJ
Tel.:(22) 2522-6590 - contato@mundopetshop.com.br

www.mpdesign.com.br