répteis

DESCRIÇÃO

Os répteis habitam a terra há milhões de anos e há aproximadamente 150 milhões de anos, esses animais dominavam o mundo. Os répteis são representados atualmente por mais de seis mil espécies no mundo e algumas delas podem ser encontradas dentro das casas, sendo criadas como animais de estimação. Mas fiquem atentos, apenas algumas espécies tem sua comercialização autorizada pelo IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis). O comércio ilegal no país é responsável pela morte de muitos animais, principalmente devido ao transporte dos mesmos.

É possível manter esses animais até mesmo dentro de um apartamento, desde que seja criado um ambiente adequado para cada espécie, pois são animais inteligentes, exóticos e a sua manutenção é relativamente fácil. Para adquirir um réptil, é necessário que a loja seja registrada no IBAMA e nota fiscal do animal que deve apresentar um microchip. O novo proprietário deverá assinar um termo de responsabilidade que o proíbe de devolver o animal à natureza.

Mas antes de adquirir um animal como este, verifique bem as características de cada um para que possa proporcionar um ambiente agradável e seguro para o novo bichinho.

Réptil vem do latim (reptum) e significa rastejar e são divididos em quatro ordens: crocodilianos (jacarés e crocodilos), escamados (serpentes e lagartos), quelônios (tartarugas e cágados) e rincocéfalos (tuataras da Nova Zelândia). São predominantemente predadores, embora algumas espécies de tartarugas e lagartos sejam vegetarianas e são animais de sangue frio, ou seja, são incapazes de manter sua temperatura interna alta e consequentemente necessitam de sol.

O espaço necessário para o animal varia de acordo com a espécie, assim como a alimentação, equipamentos e manejo do animal. Normalmente, o réptil não pode ocupar mais de 30% da área total do terrário ou, no caso das serpentes, o espaço deve ser de uma vez e meia o seu tamanho. É importante que o espaço reproduza, ao máximo, o hábitat natural de cada espécie, sendo importante conhecer o ambiente natural de onde veio o animal.

Para reproduzir um clima seco ou temperado, por exemplo, o local necessita de temperaturas altas durante o dia e mais amenas durante a noite. Quanto à iluminação, as lâmpadas devem fornecer raios UVA e UVB, pois são fontes energéticas fundamentais para o desenvolvimento dos répteis. O aquecimento pode ser feito com aquecedores próprios como rochas artificiais aquecidas, aquecedores de cerâmica ou lâmpadas de infravermelho nos casos de animais noturnos. Lembrando que as mesmas devem ficar protegidas por uma tela.

A decoração também pode variar bastante de acordo com cada animal, podendo utilizar rochas, troncos, folhagens, areia, terra, galhos e plantas, sempre fornecendo abrigo.

A alimentação também varia desde rações próprias para cada espécie até alimentos vivos como ratos, insetos e aves no caso das serpentes.

O ambiente deve ser limpo, no caso dos terrários, a cada três dias removendo as fezes e restos de alimento com uma espátula ou de acordo com a necessidade. Nos casos de aquaterrário, a troca parcial da água (30%) deve ser realizada de 15 em 15 dias ou de acordo com a necessidade.

Para evitar doenças e parasitas, mantenha o terrário sempre limpo e evite o contato com outros animais. Os carrapatos e ácaros, por exemplo, são facilmente visualizados, assim como a presença de fungos e lesões, devendo haver acompanhamento do veterinário.

MUNDOPETSHOP©Todos os direitos reservados
Cadima Shopping - Centro - Nova Friburgo - RJ
Tel.:(22) 2522-6590 - contato@mundopetshop.com.br

www.mpdesign.com.br